“Eu amava
Como amava um sonhador
Sem saber porquê
E amava ter no coração
A certeza ventilada de poesia
De que o dia, amanhece não...

Oswaldo Montenegro
Resplandeceu

O véu se rasgou e eu notei
A venda caiu e eu vi
A música parou, então pude ouvir a verdade.
O sol se escondeu, ou foi só vaidade?
O que era obscuro, ficou claro
O que era comum, ficou raro.

Quando a festa acabou, a veracidade emergiu
Quando tudo ficou silente, meu coração ouviu.
Aí eu pude perceber “o que antes não parecia”1
Ou simplesmente eu não queria discernir:
Que não me restava nada do que antes eu tinha,
Ou nunca tive, foi tudo aleivosia.

“Nada de novo debaixo do sol”,2 apenas
“Houve um intervalo na escuridão”:3
E entendi que eu
“Amava como amava o pescador
Que se encanta mais com a rede que com o mar”.4
Mas a rede furou, o peixe escapou!

E o mar...
Ah! O mar é tão imenso
Que me perdi na imensidão;
Mergulhei na solidão para buscar o entendimento:
Que ilusão nunca foi remédio,
Que farsa e fuga não solucionam tédio;
Que consolo não se confunde com prêmio de consolação;
E dó não é o mesmo que compaixão!

Que remorso não substitui zelo,
Que não é qualquer cuidado que equivale a desvelo.
Que amizade saudável exige reciprocidade
E estou de fato farta desta aparente iniquidade!
Mas eu estou feliz por me deparar com a minha verdade!*

Arquivo de 23/06/2011. Refere-se a 01º de maio e dias seguintes
*Acrescentado 31/07
1- Meu poema “Agora eu entendo”, de 1993
2- Palavras – Titãs
3- Somos quem podemos ser – Engenheiros do Havaí
4- Lua e Flor - Oswaldo Montenegro
5- Mesmo as boazinhas cansam - Hoje eu nem ligo, meu texto aqui no blog.

11 comentários:

Iara disse...

Dani querida, lindo, tocante e que leva a profundas reflexões.
Nada melhor que aos poucos irmos descobrindo a nós mesmos e entender o que devemos fazer para sermos felizes sem nos importar muito com opiniões alheias.
Toda vez que mergulhamos em nós mesmos viemos a tona bem melhor, porque deixamos no fundo mágoas que não precisamos mais carregar e nos vestimos com uma roupa nova que nos cai bem melhor.
Beijos

Cátia disse...

EMBORA ESSE TENHA PRECISADO DA AJUDA DO DICIONÁRIO(HEHE) MAS UM LUXO COMO TODOS...

Lilian Britto disse...

Ah, que lindo! Que delícia acordar e me deparar com uma leitura tão gostosa!
Parabens pelo belíssimo poema ^^
Bjkas, bom findi =*

@morenalilica

Dani Pivatelli disse...

Iara, agradeci em tempo real no TT, mas nunca é demais deixar registrado: fiquei mt feliz; se perturbei tanto, é pq era importante p/ mim!
Eu to experimentando minhas roupas novas e elas estão caindo bem melhor msm! rs

Dani Pivatelli disse...

Ah, m~]ae, dá um desconto: aleivosia rima e é mais bonitinho q mentira. rs

Dani Pivatelli disse...

Morena Lilicaaaa,

Q surpresa mais gostosa!!!
MT obrigada pela cia. nesta casinha! Fico feliz q tenha gostado!

Bjinhos p/ uma das "santas cangaceiras"

Ju Ramalho disse...

Oie Dani!

Realmente mesmo as boazinhas cansam... to cansada de ser boazinha.

Vou ser bad bad girl agora hahahhh


Nada de novo debaixo do sol”,2 apenas
“Houve um intervalo na escuridão”:3


Eu estou assim... nos intervalos.

Beijos amiga gateira como eu!

Dani Pivatelli disse...

Oi, Ju!Obrigada, pela visita!
Não, ñ seja Bad Girl! Seja vc msm, nossa gateira querida!!
Vê o q eu comento dps em Mesmo as boazinhas cansam...

Beijooos

Dani Pivatelli disse...

Vejam a novidade: Daniel Ruivo, fotógrafo talentosíssimo, ilustrando meu bloguinho!!!

Essa casa tá crescendo tanto q já tem até quadros na parede!!!

Eliana Sassen disse...

Muito lindo e compartilhei no facebook..O que é bonito é para ser mostrado.
Bjs

Dani Pivatelli disse...

Puxa! Eliana! Obrigada! Fico mt feliz! :D

Artigos Relacionados

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...